fbpx

FAÇA SUA PRÓPRIA MOLOTOV!

FERMENTAR NOVOS MUNDOS PELA COOPERAÇÃO

Não faríamos jus ao nosso nome
se não lhe sugeríssemos: faça você mesm@!

Em um mundo cervejeiro de exércitos robóticos
industrializados, oferecemos uma singela contribuição
às guerrilhas cervejeiras caseiras pelo mundo, a
receita da nossa Molotov APA.
Por que compartilhar? Porque na Molotov,
antes de tudo, temos sede de mudança.

Pelo direito inalienável dos povos
ao lazer e à embriaguez.

Contra a cultura da escassez, do segredo industrial, da
proibição, apostamos no compartilhamentos de ideias.
A favor da dinâmica da cooperação,
o espírito da colaboração e do apoio mútuo.
Compartilhar é cuidar, conspirar – pirar conjuntamente.

Isso nos move!

Queremos mudar relações,

fermentar novos mundos.

CERVEJARIA: UMA ARTE COLETIVA

No fim, temos plena clareza que “nossa” receita não é nossa. Aqui estamos pois nos apoiamos sobre o ombro de gigantes. Afinal, a arte da cervejaria é anciã e coletiva. Bêbad@, no encantador e inebriante copo, quantas mãos não fizeram parte de uma longa cadeia? Quem semeou os grãos? Quem colheu o lúpulo? Os transportou, estocou, contabilizou, transformou? Quem forneceu a água? Isolou e inoculou o fermento? E quem construí os equipamentos para isto? Quem amalgamou tudo isto em cerveja? Quem a envasou, embarrilhou, embalou? Quem a entregou e quem te serviu? Espraiam-se vertiginosas redes de coletividades e agentes. E quantas mãos não constituíram a arte cervejeira, carregando-a pela história da primeira cerveja, perdida no tempo, até no que é hoje?
Cervejeir@, no momento mágico da arriada do malte, aquele instante sagrado e alquímico onde os grãos se misturam com a água, você se apóia sobre uma longuíssima história humana.

Da matemática dos cálculos e o mistério dos imateriais números à microbiologia e alquimia da fermentação. Das artes de germinação e agricultura ao conhecimento de combustíveis. Da física de fluídos à arte da metalurgia. Quanta história não vive imbuída, latente no adocicado e delicioso cheiro a exalar numa cozinha cervejeira?
Nestes longínquos milênios, muita vida pulsa: de pré-históricas sacerdotisas babilônicas e suas sagradas cervejas para Ninkasi aos monges trapistas da Ordem Cisterciense da Estrita Observância e suas alcoólicas obras de caridade. De refinadas lambics envelhecidas em barris de carvalho até aquela merecida american lager gela-goela no fim da semana debaixo do sol. Em honra de tanto passado e presente, seríamos tolos de nos crermos donos de receitas, e estúpidos e arrogantes de guardar informações, transformá-las em segredo. Aqui vai uma humilde nota de rodapé ao repositório comum da decamilenar arte humana de cervejaria 😉

IDEIAS QUEREM SER LIVRES!

A vocês, cervejeir@s caseir@s, segue todo nosso amor. Como o coquetel Molotov, vocês pulsam de improviso,
gambiarra, de faça você mesmo. Vivem a recusa a aquiescer, dizem basta à mesmice e decidem ousar errar,
ousar fazer. Isto é para vocês que ousam afirmar a própria autonomia e gritam: sim, estou viv@!

Sem mais delongas, a receita da nossa deliciosa, luxoriosa e aromática Molotov APA.
Modifique, adapte, melhore, destrua e reconstrua. Mas compartilhe suas descobertas e suas cervejas,
porque compartilhar é cuidar, e cooperar é coexistir. Vamos juntos fermentar outros mundos 😉

Porque ideias querem ser livres, receitas pedem para serem compartilhadas e cervejas anseiam ser fermentadas

Voa Molotov, voa filha por aí!

NOSSA CERVEJA

Molotov APA é uma cerveja âmbar alaranjada,
não filtrada, com sabor cítrico e refrescante.
Com um suave amargor, tem um aroma frutado
por seu triplo dry hopping de
lúpulos americanos.

Sua carga generosa de aveia e maltes de trigo e
de centeio lhe dão um corpo aveludado que
convida a um próximo gole.

Molotov, para quem tem sede de mudança!

FALANDO EM NÚMEROS

  • VOLUME ENGARRAFADO 20
  • VOLUME FERVURA 24
  • VOL. ALC. 5.5%
  • GRAVIDADE ORIGINAL: 1.053
  • GRAVIDADE FINAL: 1.011
  • COR 18 EBC
  • PH FINAL 4.20
  • CARBONATAÇÃO 2.5VOL
  • IBU 32

BRASSAGEM

  • pH Mostura 5.2 – 5.4 pH Fervura 5.1-5.3
  • Arriada 45° C
  • Peptidase 55° C 5 min
  • Sacarificação 66° C 60 min
  • Mash out 78° C 5 min
  • Fervura: 60 min

FERMENTAÇÃO

  • 19° C 3 dias
  • 21° C 2 dias

INGREDIENTES

  • GRÃOS
  • 4.62KG MALTE PILSEN
  • 0.54KG MALTE CARAMELO 120 EBC
  • 0.26KG AVEIA EM FLOCOS
  • 0.09KG MALTE DE TRIGO
  • 0.08KG MALTE DE CENTEIO
  • LÚPULOS
  • 15.2G SUMMIT (17% A.A.) – FIRST WORT HOPPING
  • 18G CASCADE (5.5% A.A.) – WHIRLPOOL
  • 12.5G CASCADE DRY HOPPING A 21° C
  • 5.5G CITRA DRY HOPPING A 21° C
  • 12.5G CASCADE DRY HOPPING A 10° C
  • 5.5G CITRA DRY HOPPING A 10° C
  • 12.5G CASCADE DRY HOPPING A 0° C
  • 5.5G CITRA A 0° C
  • FERMENTO
  • S04

DICAS:

  • * DOSAR O LÚPULO DE WHIRLPOOL APÓS BAIXAR A TEMPERATURA DO MOSTO PÓS FERVURA A 75º CELSIUS
  • * NÃO TENHA MEDO DE ALTERAR PARÂMETROS EM FERMENTAÇÃO E MOSTURA PARA SE APROXIMAR DO RESULTADO FINAL.
  • * OS RESULTADOS SENSORIAIS PODEM DIFERIR DE ACORDO COM CADA EQUIPAMENTO